Drywall – O que é e como utilizar

Se você está pensando em reformar a sua casa ou construir um novo ambiente, é bem possível que já tenha ouvido falar do drywall.

É um material de construção muito utilizado atualmente, pois oferece diversas vantagens em relação às alternativas convencionais.

É um tipo de placa produzida a partir de gesso e papel cartão, que é muito versátil e resistente.

Uma das principais vantagens desse material é a facilidade de instalação, que pode ser realizada rapidamente e sem a necessidade de muitas ferramentas ou equipamentos especializados.

Drywall – O que é e como utilizar no interiores

drywall

Além disso, o drywall é um material bastante resistente e durável, capaz de suportar cargas e impactos sem sofrer danos significativos. Isso torna o drywall uma ótima escolha para ambientes que exigem alta resistência, como cozinhas e banheiros.

Outra vantagem é a possibilidade de criar diferentes designs e acabamentos. As placas de drywall podem ser facilmente moldadas e recortadas, permitindo a criação de paredes curvas, nichos e outras estruturas que seriam difíceis de serem construídas com outros materiais.

É um material bastante utilizado em construções modernas, tanto em projetos residenciais quanto comerciais. Ele é uma opção mais leve, fácil de instalar e apresenta diversos benefícios em relação aos materiais tradicionais, como a alvenaria.

ANUNCIO PROJETE FACIL

Uma das principais vantagens é a sua resistência. Ele é composto por placas de gesso acartonado, que são fixadas em perfis de aço galvanizado. Isso garante uma estrutura sólida e segura, capaz de suportar grandes cargas e impactos. Além disso, o material é resistente à umidade, fogo e fungos, o que o torna ainda mais durável e seguro.

Outra característica importante é a facilidade de instalação. Diferente da alvenaria, que exige muito tempo e mão de obra especializada, o drywall pode ser instalado de forma rápida e eficiente. Além disso, ele permite uma grande variedade de acabamentos, desde pintura, textura, papel de parede, entre outros, o que torna as possibilidades de decoração muito amplas.

O drywall também apresenta vantagens ambientais, uma vez que é um material reciclável e produzido com baixo consumo de energia. Além disso, sua utilização pode contribuir para a redução do uso de recursos naturais, como a madeira, que é frequentemente utilizada na construção civil.

É uma opção moderna, versátil e sustentável para construções. Sua utilização pode garantir segurança, durabilidade, facilidade de instalação e uma grande variedade de acabamentos, além de contribuir para a preservação do meio ambiente.

Mas, afinal, como utilizar? Existem diversas aplicações possíveis para esse material, e vamos explorar algumas delas a seguir.

Paredes e divisórias

DRYWALL

Uma das principais aplicações é na construção de paredes e divisórias. Esse material oferece uma ótima alternativa para as tradicionais paredes de alvenaria, pois é mais leve, fácil de instalar e permite a criação de diferentes designs.

Para utilizar o drywall na construção de paredes e divisórias, é necessário contar com a ajuda de um profissional qualificado. Esse profissional poderá fazer o projeto da parede ou divisória, escolher o tipo de placa mais adequado e realizar a instalação de forma precisa e segura.

Forros e sancas

drywall

Outra aplicação muito comum é na construção de forros e sancas. Essas estruturas são muito utilizadas para embutir a iluminação ou esconder fios e tubulações, conferindo um acabamento mais elegante e sofisticado para o ambiente.

Os forros de drywall são fáceis de instalar e podem ser facilmente adaptados para diferentes projetos. Já as sancas exigem um pouco mais de habilidade e conhecimento, mas um profissional qualificado poderá executar essa tarefa com facilidade.

Isolamento acústico

drywall

O drywall também é um ótimo material para isolamento acústico, pois é capaz de absorver as ondas sonoras e reduzir o ruído que passa de um ambiente para outro. Isso é especialmente útil em ambientes como home theaters, salas de música e estúdios de gravação.

Para utilizar como isolamento acústico, é necessário escolher o tipo de placa adequado e realizar a instalação de forma cuidadosa e precisa. É importante contar com a ajuda de um profissional qualificado para garantir o melhor resultado possível.

Instalações hidráulicas em paredes de drywall

drywall

As instalações hidráulicas podem ser feitas de forma embutida, ou seja, as tubulações são instaladas dentro das paredes, proporcionando uma estética mais limpa e moderna ao ambiente.

Para isso, é necessário utilizar tubulações específicas, que são mais leves e resistentes, e que possuem encaixes e conexões próprias para facilitar a instalação. É importante seguir as normas técnicas e as recomendações dos fabricantes para garantir a segurança e a eficiência do sistema hidráulico.

A instalação das tubulações é feita antes da colocação das placas de gesso, e deve ser planejada de forma cuidadosa para evitar problemas futuros, como vazamentos ou entupimentos. É importante também evitar a instalação de tubulações em locais que possam comprometer a estrutura da parede ou o desempenho acústico do ambiente.

Para fazer reparos ou manutenções nas tubulações hidráulicas embutidas em paredes de drywall, é necessário remover as placas de gesso e acessar a tubulação. Por isso, é importante planejar a instalação pensando em possíveis manutenções futuras.

Em geral, as instalações hidráulicas oferecem uma alternativa prática e estética para a distribuição de água e esgoto em ambientes internos, e devem ser realizadas por profissionais especializados e devidamente qualificados.

Instalações elétricas em paredes de drywall

drywall

As instalações elétricas também são bastante comuns, e proporcionam uma estética mais clean e moderna aos ambientes.

Para isso, é necessário utilizar caixas de passagem e suportes específicos, que são fixados na estrutura da parede antes da colocação das placas de gesso. Esses suportes permitem a fixação de tomadas, interruptores e outros dispositivos elétricos.

É importante seguir as normas técnicas e as recomendações dos fabricantes para garantir a segurança e a eficiência do sistema elétrico. As instalações elétricas devem ser feitas por profissionais especializados e devidamente qualificados, que possam avaliar a demanda de carga elétrica do ambiente e dimensionar corretamente os circuitos e os dispositivos elétricos.

Para fazer reparos ou manutenções nas instalações elétricas embutidas em paredes de drywall, é necessário remover as placas de gesso e acessar a caixa de passagem. Por isso, é importante planejar a instalação pensando em possíveis manutenções futuras.

Em geral, as instalações elétricas em paredes de drywall oferecem uma alternativa prática e estética para a distribuição de energia elétrica em ambientes internos, e devem ser realizadas por profissionais especializados e devidamente qualificados.

Buchas de fixação

drywall

As buchas de fixação são um item essencial para quem deseja instalar objetos nas paredes de drywall de forma segura e eficiente. Isso porque as paredes de drywall têm uma estrutura interna oca, o que pode tornar a fixação de objetos mais complicada do que em paredes de alvenaria convencional.

Existem diversos tipos de buchas de fixação para drywall disponíveis no mercado, cada uma indicada para um tipo de objeto e de parede. As mais comuns são as buchas de expansão, que se abrem ao serem fixadas na parede e garantem uma ancoragem mais firme.

No entanto, é importante lembrar que as buchas de fixação para drywall não são universais, e que é necessário escolher a bucha adequada para o peso e o tipo de objeto que se deseja fixar. Além disso, é importante seguir as instruções do fabricante quanto à profundidade e diâmetro dos furos a serem feitos na parede de drywall, para garantir uma fixação segura e sem danos à estrutura.

Por fim, vale lembrar que a utilização de buchas de fixação é essencial não apenas para garantir a segurança dos objetos fixados, mas também para evitar danos à parede de drywall, que pode se deformar ou até mesmo se romper se forem feitas fixações inadequadas. Portanto, investir em buchas de fixação de qualidade e seguir as instruções de instalação é fundamental para garantir a durabilidade e a segurança das paredes de drywall.

Como se constrói uma parede de drywall

drywall

A construção de uma parede de drywall é relativamente simples, porém requer alguns cuidados e conhecimentos técnicos. A seguir, explicaremos os principais passos para a construção de uma parede de drywall.

Planejamento e projeto:

Antes de iniciar a construção da parede de drywall, é necessário planejar e projetar o espaço onde ela será instalada. O projeto deve levar em consideração o tamanho da parede, a localização das portas e janelas, as instalações elétricas e hidráulicas, entre outros fatores.

Preparação do ambiente:

Antes de iniciar a instalação da parede de drywall, é necessário preparar o ambiente. É preciso garantir que o piso esteja nivelado, as paredes estejam limpas e sem umidade, e que as instalações elétricas e hidráulicas estejam concluídas.

Instalação dos perfis:

O primeiro passo para a construção da parede de drywall é a instalação dos perfis metálicos que servirão como estrutura da parede. Esses perfis são fixados na parede e no teto com parafusos, e devem estar devidamente nivelados e alinhados.

Instalação das placas de gesso acartonado:

Após a instalação dos perfis, é hora de fixar as placas de gesso acartonado. Essas placas são aparafusadas nos perfis metálicos e devem estar bem niveladas e alinhadas. É importante ressaltar que as placas devem ser fixadas com uma distância mínima de 1cm da parede, para garantir a absorção de vibrações e redução de ruídos.

Fitas e massa:

Após a instalação das placas, é necessário fazer o acabamento da parede. Isso é feito com a aplicação de fitas de papel e massa de drywall nas juntas entre as placas. É importante lembrar que as juntas devem ser bem lixadas e niveladas, para garantir um acabamento perfeito.

Acabamento final:

Após a secagem da massa, é hora de fazer o acabamento final da parede. Isso inclui a aplicação de texturas, pintura, papel de parede, entre outros acabamentos.

curso gerenciamento obras interiores aprenda

Como se constrói um forro de drywall

drywall

O forro de drywall é uma opção cada vez mais utilizada em projetos de construção e reforma. É uma escolha popular porque é fácil de instalar e oferece uma aparência moderna e elegante. Aqui está um guia detalhado para construir um forro de drywall.

Passo 1:

Prepare o material Antes de começar, você precisará de materiais de drywall, incluindo placas de drywall, perfis metálicos, parafusos e fita de drywall. As placas de drywall são geralmente vendidas em tamanhos padrão de 1,20m x 1,80m e 1,20m x 2,40m, mas podem ser cortadas de acordo com suas necessidades. Os perfis metálicos são usados para sustentar as placas de drywall e são instalados na superfície do teto. Certifique-se de que todos os materiais estejam limpos e livres de sujeira ou detritos.

Passo 2:

Instale os perfis metálicos Os perfis metálicos são instalados em um layout de grade no teto. Isso fornecerá a base para as placas de drywall serem fixadas. As placas devem ser paralelas à direção dos perfis metálicos e instaladas com uma sobreposição mínima de 5cm. O espaçamento entre os perfis metálicos deve ser de cerca de 40cm a 60cm. Certifique-se de que os perfis estejam nivelados e firmes antes de continuar.

Passo 3:

Instale as placas de drywall Com os perfis metálicos no lugar, é hora de instalar as placas de drywall. As placas são fixadas nos perfis com parafusos de drywall. Comece na extremidade da parede e trabalhe em direção ao centro, instalando as placas de drywall lado a lado. Use uma serra de mão para cortar as placas de drywall para se ajustarem a espaços mais estreitos, como nas bordas do teto.

Passo 4:

Instale a fita de drywall Depois de instalar as placas de drywall, você precisará cobrir as juntas entre as placas com fita de drywall. Aplique uma camada fina de massa para drywall nas juntas e pressione a fita de drywall na massa para cobrir a junta. Repita o processo até que todas as juntas estejam cobertas com fita de drywall.

Passo 5:

Aplique a massa corrida Depois de aplicar a fita de drywall, você precisará aplicar uma camada de massa corrida sobre as juntas para nivelar a superfície do teto. Use uma espátula de drywall para aplicar a massa corrida nas juntas e nas cabeças dos parafusos. Certifique-se de que a superfície esteja lisa e uniforme antes de prosseguir.

Passo 6:

Lixe e pinte Depois que a massa corrida secar, é hora de lixar a superfície para remover quaisquer imperfeições. Use uma lixadeira de drywall para lixar suavemente a superfície do teto. Quando terminar de lixar, limpe a superfície com um pano úmido para remover o pó.

Conclusão

Drywall é um sistema construtivo que utiliza placas de gesso acartonado para formar paredes, tetos e revestimentos. Ele é composto por uma estrutura metálica, geralmente de aço galvanizado, que é fixada na parede e recebe as placas de gesso aparafusadas.

Uma das principais vantagens do drywall é a facilidade e rapidez na instalação, além de permitir a criação de diferentes formas e acabamentos. Além disso, ele é uma opção mais leve e com melhor desempenho acústico do que as paredes de alvenaria.

Para construir uma parede de drywall, é necessário primeiro preparar a estrutura metálica, que é composta por montantes e guias. Os montantes são fixados na parede ou no piso, e as guias são fixadas no teto. Em seguida, as placas de gesso são aparafusadas na estrutura, formando a parede.

Já para construir um forro de drywall, é necessário instalar uma estrutura metálica suspensa, que é composta por pendurais e tirantes. Os pendurais são fixados no teto, e os tirantes são fixados na estrutura do forro. As placas de gesso são então fixadas na estrutura, formando o forro.

É importante lembrar que, para garantir um bom desempenho e durabilidade do sistema de drywall, é necessário seguir as normas técnicas e utilizar materiais de qualidade, além de contar com profissionais especializados na instalação.

Ainda podemos falar sobre a durabilidade do drywall. Quando instalado corretamente, o sistema pode ter uma vida útil de mais de 50 anos. Além disso, o drywall é resistente a impactos e umidade, o que contribui para a sua longevidade.

Outro aspecto interessante é a versatilidade do drywall, que pode ser utilizado em diferentes tipos de ambientes e projetos arquitetônicos. Além de ser uma opção para as paredes internas, o drywall também pode ser utilizado em forros, revestimentos, nichos e outras aplicações.

Também vale destacar que o drywall é uma opção sustentável e econômica para a construção civil. Por ser produzido com materiais recicláveis, como gesso e papelão, o drywall tem um baixo impacto ambiental. Além disso, a sua instalação é mais rápida e limpa do que a da alvenaria convencional, o que contribui para a economia de recursos e de tempo de obra.

Por fim, podemos mencionar que o mercado de drywall vem crescendo no Brasil, com cada vez mais empresas e profissionais capacitados para trabalhar com esse sistema construtivo. Isso significa que há uma maior oferta de produtos e serviços relacionados ao drywall, o que facilita a sua utilização em projetos de diferentes portes e segmentos.

Você sabia que você pode aprender decoração?

ANUNCIO DECORE VERTICAL

Te convido a conhecer o curso DECORE FÁCIL que é um conjunto de vídeo aulas criadas justamente para qualquer pessoa que gostaria de melhorar a decoração da sua casa, mas que não quer, ou não tem tempo para investir em um curso de decoração extenso ou ainda um curso completo de Design de Interiores.

Não importa qual a sua profissão! Dona de casa, advogada, médicos… ou ainda tantas outras profissões fora do mundo das artes.

Você poderá decorar a sua casa independente de estilo, independente do que a moda diz, usando composição de materiais, texturas, em fim! Tudo o que engloba o conceito de decoração para qualquer situação.

O importante é frisar que, independente do gosto de cada um, com este curso potencializaremos a decoração no estilo que você já possui ou que deseja atualizar.

Está em busca de um decorador e design de interiores?

Às vezes pensamos que contratar um arquiteto para desenvolver uma decoração ou modificar ambientes em nossas casas, pode ser algo muito caro, mas, na verdade, não é tão caro assim.

Uma consultoria ou um estudo preliminar que contratamos, já conseguimos uma direção e evitamos erros que nos fazem gastar duas vezes em uma decoração, disse Arq. Alexandre Souza. Então, antes de sair comprando e decorando sua casa, consulte um profissional

Veja mais dicas em ARQUITETURA E DECORAÇÃO

Alexandre Cruz de Souza holds a degree in Architecture and Urbanism and runs an architectural firm specializing in interior design and civil construction projects. Since 2007, he has been a professor and creator of both in-person and distance courses on Freehand Perspective Drawing. Additionally, he has developed other courses for architects in the realm of digital drawing, such as Sketchup, Vectorworks, V-ray, Space Planning, and Construction Management. In addition to teaching these courses, he serves as an instructor for Practical Decoration and Interior Design at Senac SBC and Graphic Expression for the postgraduate program in Interior Design at PUC/RS.